Death Note em Hollywood??

death_note___amane_misa_by_tidus902000

Death Note, uma das obras niponicas mais bem sucedidas da atualidade vai desembarcar na capital mundial do cinema!A Warner Bros. comprou os direitos para transformá-lo em um longa-metragem com elenco de carne e osso. Os irmãos Charley e Vlas Parlapanides – que estão escrevendo War of the Gods para o diretor Tarsem Singh – se encarregam de adaptar o roteiro. Para quem não conhece a trama, um misterioso caderno que causa a morte de quem tem o nome escrito nele é encontrado pelo estudante Light Yagami. Depois de constatar o assombroso efeito, ele começa a exterminar criminosos, ganhando a alcunha de Kira [ killer “assassino” em japones]. Logo ele passa a ser caçado por L, o maior detetive do mundo.

Death Note, da dupla Tsugumi Oba e Takeshi Obata, foi publicado originalmente no Japão na revista mensal Shonen Jump entre 2003 e 2006, gerando depois 12 volumes encadernados, publicados no Brasil pela editora JBC. O filme a WB se concentra nos três primeiros volumes.

death_note_another_note_by_tidus902000

Vale lembrar que ja foram lançados 2 filmes em live-action no japão que fizeram um certo sucesso mostrando uma trama um pouco diferente do que acontece no mangá. Ambos podem ser facilmente encontrados para download na net.

yagami_light_by_yleighne

light_with_death_god_630px

Mantenha os dedos cruzados para Hollywood não fazer merda. Não precisamos de um novo Dragon Ball Evolution…

1 Comentário

  1. se for pra fazer o q fizeram com dragon ball melhor deixar quetooo


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s